Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.
Nº de quartos
1
Quarto
Adultos
1
Crianças 0 aos 12 anos
1
Criança
Reservar
25 de OctoberMonday
19º

Xaxim-bugio

Nome científico: Dicksonia sellowiana
Nomes populares: Xaxim-bugio, Xaxim, Xaxim-imperial, Xaxim-verdadeiro, Feto-arborescente, Samambaiaçu, Samambaiaçu-imperial
Família: Dicksoniaceae
Clima: subtropical e tropical
Origem: Brasil
Altura: 0,9 a 1,2 metros, 1,2 a 1,8 metros, 1,8 a 2,4 metros, 2,4 a 3 metros, 3 a 3,6 metros, 3,6 a 4,7 metros
Luminosidade: luz difusa, meia-sombra
Ciclo de vida: perene

O Xaxim ou Samambaiaçu é uma planta grande, podendo chegar a cerca de quatro metros de altura. “Samambaiaçu” é um termo originário da língua tupi e significa “samambaia grande”. Seu tronco é fibroso, ereto, espesso, poroso e excessivamente leve, especialmente quando seco. Suas folhas têm cor verde-brilhante são muito grandes – chegando a medir dois metros de comprimento – surgindo no topo do tronco, diferentemente das outras samambaias. Aprecia o clima ameno, mas é resistente ao frio e tem crescimento muito lento – leva cerca de 30 anos para alcançar cinco metros.
Por sua beleza exótica, o Xaxim é bastante utilizado no paisagismo, isoladamente ou em grupos. Além disso, serve de suporte e substrato para as mais diversas plantas epífitas, como orquídeas, bromélias e outras samambaias.
No jardim deve ser cultivado sempre à meia-sombra ou sombra e protegido de ventos fortes. O Xaxim prefere terrenos baixos com solo úmido, rico em matéria orgânica e bem drenado.
É na Mata Atlântica, em seu habitat, principalmente na área litorânea do sul do Brasil, onde encontra condições ideais para se desenvolver. Ali, há alta umidade atmosférica, chuvas constantes, solo fértil e proteção dos ventos fortes e das mudanças bruscas de temperatura.
Pertencendo à divisão das pteridophytas, os Xaxins são plantas que não apresentam flores nem sementes. Eles se multiplicam por esporos e através da separação dos brotos com uma parte do caule.
Sofrendo risco de extinção, devido à extração desenfreada do tronco, deve ser utilizado sensatamente e nunca extraído de seu ambiente natural. Sua extração está proibida em todo o Brasil. É encontrado no México, Mesoamérica, Venezuela, Colômbia, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Brasil (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

Fontes:
http://www.ufrgs.br/fitoecologia/florars/open_sp.php?img=1721
http://reflora.jbrj.gov.br
https://sites.google.com/site/florasbs/dicksoniaceae/xaxim

Xaxim – Dicksonia sellowiana

Samambaiaçu – Dicksonia sellowiana


Galeria


Newsletter background

Receba nossas novidades

2021-10-25 11:53:33 - 1635162813
Já foi!