Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.
Nº de quartos
1
Quarto
Adultos
1
Crianças 0 aos 12 anos
1
Criança
Reservar

BLOG

Congresso da Famurs no Plaza São Rafael reúne mais de 450 participantes, entre eles 149 prefeitos

Congresso Famurs no Plaza São Rafael

Com mais de 450 participantes, dos quais 149 são prefeitos(as) e vice-prefeitos(as), o 36º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul foi aberto na manhã desta quarta-feira (6/7) no Plaza São Rafael Hotel e Centro de Eventos com a presença de representantes de todos os poderes. Em sua fala, o presidente da Famurs, Luiz Carlos Folador, fez um clamor pela união de todos: “Precisamos juntar as forças e superar as dificuldades”, defendeu.
O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, agradeceu prefeitas e prefeitos pela compreensão da situação difícil em que vive o Estado. Para solucionar os problemas econômicos e políticos, propôs “uma nova Federação para o país”. “Algumas reformas dependem de nós, mas muitas outras dependem da União. Todas dependem de uma nova cultura e de uma nova consciência política. Sem isso, o poder público vai continuar voltado para si mesmo”, avaliou. Folador entregou uma placa ao governador e ao secretário de Saúde do RS, João Gabbardo dos Reis, que destaca a relação de diálogo nas negociações do passivo na saúde.
O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, destacou que o principal problema vivido pelos gestores municipais é que “a distribuição do Pacto Federativo coloca nos nossos ombros mais responsabilidades do que a adequada contrapartida financeira”. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, criticou o tratamento que as prefeituras recebem. “É um escárnio o que a União faz conosco, não há respeito com os municípios”. A presidente da Assembleia Legislativa do RS, deputada Silvana Covatti, ressaltou que a Casa do Povo está aberta às cidades. “Os prefeitos estão espremidos por um Pacto Federativo injusto”, avaliou.
O presidente do Tribunal de Contas do Estado do RS (TCE-RS), Marco Peixoto, reconheceu que os prefeitos estão desestimulados. “Tudo que ocorre no Estado e na União repercute nos municípios”, explicou. Salientando o papel da Defensoria Pública-Geral do Estado, o subdefensor Tiago Rodrigo dos Santos frisou que “o município é o ente mais próximo da população e que realmente atende as suas necessidades”. O procurador–geral de Justiça do RS, Marcelo Lemos Dornelles, lamentou que as políticas públicas nacionais sejam impostas aos municípios sem o devido financiamento. “Se o papel do Ministério é cobrar as políticas públicas, isso acaba criando problemas de relação. Mas não devemos fechar as portas para dialogar”, defendeu.
A cerimônia começou com uma homenagem especial a Nagib Stella Elias, fundador e primeiro presidente da Famurs, que faleceu na quarta-feira (29/6).

Assessoria de Comunicação Social da Rede Plaza de Hotéis, Resorts & SPAs


Comentários



Newsletter background

Receba nossas novidades

2022-08-15 19:56:58 - 1660593418
Já foi!