Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.

BLOG

Encante-se com os esquilos enfeitam os jardins do resort

Há mais de 200 espécies de esquilos. O menor deles mede 13cm e o maior pode chegar a 90cm

Os jardins do Plaza Ecoresort Capivari são uma atração à parte. E quem também chama bastante atenção dos hóspedes são os esquilos, que estão sempre passeando por lá.

 

Saiba mais sobre a espécie

 

esquilo (Sciurus vulgaris) é um mamífero pertencente à família Sciudidae e à ordem rodentia. Sua família compreende os esquilos arborícolas, terrestres, voadores e as marmotas, entre outros. Dentre os esquilos arborícolas e terrestres há mais de 230 espécies. Já no grupo dos esquilos voadores estão incluídas 43 espécies conhecidas. O esquilo mais comum, o europeu, possui pelagem avermelhada, cauda longa e tem pelos compridos nas orelhas.

 

O tamanho deste animal é variável, o menor deles é o esquilo pigmeu africano, que mede 13 cm de comprimento. Os maiores são os esquilos gigantes da Ásia, seu comprimento pode chegar a 90 cm. Este animal pode ser encontrado no mundo todo, menos na Austrália. Normalmente vivem em bosques de coníferas e caducifólias (plantas que em determinada época do ano perdem suas folhas). Embora existam espécies que podem ser encontradas no deserto ou na taiga, para viver nestes lugares, os esquilos passaram por adaptações e desenvolveram estratégias que lhes permitem suportar as temperaturas extremas que caracterizam estas regiões.

 

O esquilo não hiberna, mas alterna fases de sono mais longas que o normal, acorda e sai em busca dos seus alimentos. Ao reduzir sua atividade física, reduz sua necessidade de obter alimentos. Trata-se de um animal de hábitos diurnos e se desloca com incrível agilidade pelas copas das árvores, assim como para subir ou descer pelos troncos. Constrói ninhos esféricos na bifurcação dos galhos da copa das árvores. É ali que dorme e dá à luz a suas crias. Seus principais alimentos são as avelãsnozes, frutas e animais pequenos. O esquilo que vive nas florestas coníferas, de coloração parda escura, depende muito das pinhas dos abetos vermelhos (árvores coníferas) disponíveis, o que varia muito de acordo com o ano. O fato é que só há fartura de alimento em períodos longos de tempo, época em que a população de esquilos cresce bastante.

Curiosidades

– Os quatro dentes dianteiros desses animais crescem continuamente. Aliás, os dentes dos esquilos são tão potentes que eles conseguem corroer até fios elétricos, sendo responsáveis por centenas de apagões nos EUA nos últimos 30 anos. Alguns desses apagões chegaram a interromper o mercado de ações NASDAQ em 1987 e em 1994.

– Os esquilos de árvores geralmente vivem sozinhos quando ficam adultos, mas isso muda quando chega o frio, e aí eles ficam agrupadinhos para se aquecer;

– Os esquilos de árvores são do gênero Sciurus, que tem origem nas palavras gregas “skia” (sombra) e “oura” (cauda) – a nomenclatura supostamente tem a ver com o fato de que esses animais se escondem nas sombras de suas caudas;

– Muitos norte-americanos caçavam – e ainda caçam, só que agora ilegalmente – esquilos para comer!

– Esquilos não vivem só de nozes, não! Os cinzentos, por exemplo, comem insetos, caracóis, ovos de aves e até outros animais, mas apenas quando as outras opções estão escassas;

– Esquilos, assim como muitos roedores, não conseguem vomitar;

– Um esquilo adulto médio precisa comer cerca de meio quilo de comida por semana;

– Para proteger a comida que enterram para as épocas mais frias, alguns esquilos chegam a fazer buracos falsos para enganar os ladrões. Como têm uma memória espacial fantástica e um olfato bem aguçado, eles sabem onde enterraram suas comidas e onde fizeram as “armadilhas”;

– Para se proteger, alguns esquilos mastigam e lambem peles de cascavel, pois isso os ajuda a disfarçar seu cheiro natural e despista predadores;

– Os esquilos-voadores têm esse nome porque possuem abas de pele entre seus membros que os ajudam a deslizar entre árvores e dão a impressão de que eles estão voando;

– A comunicação entre os esquilos é feita através de sistemas complexos de vibração de suas caudas. Eles são tão inteligentes que conseguem aprender uns com os outros, especialmente quando o assunto é abocanhar comida.

Agora que você já sabe mais sobre esses mamíferos tão fofos, descanse um tempo conosco e passeie pelo nosso jardim para encontrá-los.

Fonte: www.infoescola.com/www.megacurioso.com.br


Comentários



Newsletter background

Receba nossas novidades

2019-12-14 06:08:41 - 1576303721
Já foi!