Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.
Nº de quartos
1
Quarto
Adultos
1
Crianças 0 aos 12 anos
1
Criança
Reservar

BLOG

Santo Amaro da Imperatriz recebe a 168ª Festa do Divino Espírito Santo

168º Festa do Divino Espírito Santo em Santo Amaro da Imperatriz

Santo Amaro da Imperatriz, cidade onde localiza-se o Plaza Caldas da Imperatriz Resort & SPA, recebe, de 03 a 06 de junho/2022, a 168ª Festa do Divino Espírito Santo, onde a fé religiosa e a tradição fazem com que a maioria da população local se mobilize para o importante evento anual. A programação é ampla e inclui a execução dos pães e bolos, procissões, missas, eventos públicos, apresentações artísticas e cortejos.

Festa do Divino Espírito  Santo

Excelente época para ‘turistar’ na cidade e acompanhar os cortejos e eventos que envolvem a Festa, além, claro de aproveitar o maravilho Plaza Caldas da Imperatriz e suas águas termominerais que beneficiam a saúde e trazem enorme relaxamento.

Foram os portugueses que trouxeram a festa para o Brasil, ganhando várias versões regionais e sendo uma das devoções mais antigas do catolicismo, mesclando as colonizações açorianas e alemãs. A Festa está incluída no calendário de vários locais no mundo e é uma importante expressão da religiosidade.

Um pouco da história : A Festa do Divino tem a sua culminância no domingo de Pentecostes, cinquenta dias depois do domingo de Páscoa, que marca a ressurreição de Jesus Cristo. A festa celebra a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos e Nossa Senhora. Simboliza a descida do Espírito Santo sobre a humanidade. O culto ao Divino Espírito Santo está associado à narrativa bíblica presente no Novo Testamento (Bíblia). Nessa passagem, os apóstolos, reunidos no dia de Pentecostes, receberam dos céus o Espírito Santo, sob a forma de línguas de fogo, e adquiriram a capacidade de falar em diversas línguas.

Os “festeiros” reúnem devotos e foliões. Os símbolos da Festa são: a Bandeira que representa o Espírito Santo; a Coroa e a Salva; o Cedro; a Espada; O Império; o Festeiro (casal festeiro); o Imperador e a Imperatriz ; as massas do Divino (de pães)e o Bolo. A instituição da Festa é creditada às confrarias do Espírito Santo, existentes desde há muito na Europa. A precursora, em Portugal, foi a rainha Isabel (1271-1336), no século XIV, em Alenquer. Mas, é muito provável que a Festa do Divino tenha raízes nas remotas festividades pagãs das colheitas, em antigas culturas. A rainha Isabel era filha de Dom Pedro III e esposa de Dom Diniz, rei de Portugal. De acordo com a tradição, a guerra envolvia a família real, pois Dom Diniz estava em luta aberta com seu filho, Dom Afonso.

Em busca de paz, a Rainha consagrou seu país ao Espírito Santo e conseguiu, além dos Franciscanos Espiritualistas, que os pobres se unissem às suas preces. As orações foram atendidas e a paz voltou a imperar na família real. Em forma de agradecimento, Isabel doou sua coroa a uma Igreja, manifestando seu desejo de que anualmente fossem dedicadas renovadas ações de graças ao Espírito Santo. Era o prelúdio da paz e da justiça. A Era do Espírito Santo.

Começava assim, a formatação inicial da festa em honra ao Divino Espírito Santo, a qual chegaria, no ano de 1748, com os açorianos, ao litoral catarinense e em 1854 a Santo Amaro da Imperatriz.

A festa em louvor ao Espírito Santo mobiliza Santo Amaro da Imperatriz e faz com que os moradores se empenhem em sua realização com muitos aplausos, sinos repicando, queima de fogos, bandas de música e devoção. Retrata, sobretudo, a riqueza e a diversidade da cultura local, evidenciando a força da religiosidade popular que mantém suas tradições nesse grande evento sociorreligioso do Estado de Santa Catarina.

Informações retirados do www.festadodivinosantoamaro.com.br, turismo.santoamaro.sc.gov.br e https://www.bn.gov.br/es/node/6601 – Biblioteca nacional


Comentários



Newsletter background

Receba nossas novidades

2022-07-02 03:02:59 - 1656730979
Já foi!