Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.

BLOG

Sebastião da Cruz presenteia o Plaza Caldas da Imperatriz

Artista expôs seu trabalho durante o mês de julho, no resort

Durante o mês de julho, o artista plástico Sebastião da Cruz expôs algumas de suas obras no Plaza Caldas da Imperatriz. Seu trabalho, chamado Santo Amaro Antiga, trouxe registros da história que marcaram as gerações que construíram a cidade de Santo Amaro da Imperatriz desde 1845.

Sebastiao da Cruz

Foto de Gabriela Lemos

Em retribuição ao apoio e a esse espaço cedido, o artista pintou o Plaza Caldas da Imperatriz Resort & SPA. “Fiquei muito feliz quando fui convidado a expor minha Santo Amaro Antiga no mês em que a cidade comemorava 61 anos de emancipação político-administrativa”, conta Sebastião. O pintor costuma colocar elementos subliminares em suas telas. A obra contou ainda com a coparticipação de três crianças: uma delas, Maria, de 5 anos de idade, colocou suas iniciais em rosa, e dois meninos contribuíram pintando as árvores da Serra do Tabuleiro.

 

Sebastião da Cruz

Foto de Gabriela Lemos

Conheça mais sobre o artista!

 

Na adolescência, por volta dos 13 anos, ele aprendeu noções de desenho no antigo curso ginasial, com a professora Maria Margarida Broering, responsável por lhe incentivar na arte da pintura. Seu pai, caminhoneiro, lutava diariamente para sustentar seus 11 filhos. De origem humilde, o jovem encontrou uma maneira de ir em busca de seu sonho: construiu uma caixa de engraxar sapatos e, todos os domingos, saía para trabalhar. Foi assim que comprou suas primeiras telas e tintas.

Suas pinturas iniciais eram com tinta óleo e, após alguns anos, ele passou a utilizar tinta acrílica. Sua arte vem da alma e do coração, e é estilo naïf* (do francês, arte ingênua). Assim, não fica inibido ao expor seus quadros ou ao receber alguma crítica..

Sebastião da Cruz

Foto de Gabriela Lemos

Nascido em 1953, em Santo Amaro da Imperatriz, estudou sempre na mesma escola, foi coroinha na Igreja e estudou música na atual Banda Filarmônica Santoamarense. Foi lá que aprendeu a tocar saxofone-alto. Além do trabalho de engraxate, vendia amendoim torrado e laranjas na praça da cidade. Nesse período, também aprendeu a revelar fotografias em preto e branco e trabalhou em um laboratório fotográfico. Com o dinheiro que recebia, além dos materiais de pintura, comprava roupas e sapatos para os irmãos. Aos 16 anos, foi aprovado no concurso para a Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC), ingressou na Marinha do Brasil e fez carreira lá. Fez parte da Banda de Música do Corpo de Fuzileiros Navais e viajou pelo Brasil e pelo mundo. Morou no Rio de Janeiro, em Brasília e Salvador. E deixou suas telas em todos os lugares por onde passou.

Sebastião da Cruz

Foto de Gabriela Lemos

estilo a que pertence à pintura de artistas sem formação acadêmica sistemática. 


Comentários



Newsletter background

Receba nossas novidades

2019-12-14 07:05:36 - 1576307136
Já foi!