Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.

BLOG

Pet

Cuidados com seu Pet IV – Como tratar os cães idosos

Prepare-se para a fase idosa do seu companheiro de tanto tempo e lhe ofereça qualidade de vida

Seu pet já não tem mais aquela energia? Os anos passaram e seu companheiro dá sinais de que não tem a mesma disposição de antigamente? Você precisa estar preparado para essa fase e oferecer qualidade de vida ao seu amigo de tanto tempo. A fase idosa de um cão varia conforme o seu porte, mas é entre 8 e 10 anos de vida que os pets começam a apresentar os sinais mais típicos dessa fase, exigindo cuidados maiores e mais específicos.
Problemas na visão, audição e percepção são sinais bem comuns quando a idade mais avançada chega. A pelagem também muda, e também podem aparecer caroços e outros relevos na pele, além de um cansaço em menor tempo e o aumento das horas de sono.
Conforme o cachorro envelhece, outras características da idade avançada também podem aparecer, incluindo preguiça extrema, perda de apetite, dificuldades respiratórias, perda de mobilidade, doenças odontológicas e sinais de senilidade, entre outros.
Nem todos os cães idosos desenvolvem estes sintomas. Porém, fique atento às mudanças de comportamento e leve seu cão para consultas regulares com profissionais especializados. Lembre-se: quanto antes for detectado qualquer tipo de problema, maior será a facilidade em resolvê-lo. Além das consultas com profissionais, preste atenção na alimentação dos pets e opte pela ração para cães idosos como base da dieta.
O surgimento de problemas nas articulações e de dores nas juntas também é comum nos cachorros mais velhos, e os profissionais veterinários podem receitar suplementos nutricionais para amenizar o nível de desconforto do pet em função desse tipo de problema. O acompanhamento da dieta e a realização de exercícios físicos regulares também são boas maneiras de prevenir o desenvolvimento acelerado de complicações motoras.

Cuidados com seu Pet - Cão idoso

Seu cão idoso necessita de maiores cuidados. Veja nossas dicas para deixá-lo confortável e adaptado à nova fase. Foto: Kireyonok_Yuliya / br.freepik.com. Foto destaque: Matias Riquelme / www.stockvault.net.

Algumas mudanças simples, que vão ajudar na melhor qualidade de vida de seu cão:
– Prefira caminhadas mais curtas e lentas;
– Evite mudanças grandes na posição dos móveis da casa para prevenir acidentes;
– Troque os brinquedos do cão por versões específicas para pets idosos;
– Disponibilize caminhas e cobertores para o cachorro em diferentes locais da casa, mantendo o seu conforto;
– Adapte rampas no lugar de escadas dentro de casa, quando for possível;
– Evite a permanência do pet em locais que favoreçam acidentes, como lances de escada ou chãos escorregadios;
– Massageie e escove o pet semanalmente para evitar o aparecimento de problemas na sua pele e pelagem;
– Mantenha o cão afastado de áreas com temperaturas extremas e ou correntes de ar.

Venha para os Hotéis Plaza e traga seu cão – somos Pet Friendly.

Fonte: www.petz.com.br


Comentários



Newsletter background

Receba nossas novidades