Central de Reservas: 0800 70 75 292
PT EN Acompanhe-nos
nas redes sociais
Acesso restrito.

BLOG

Venha experimentar o Almoço de Domingo no Bahia Plaza Hotel

Desde 2 de fevereiro, dia de Iemanjá, o hotel oferece um cardápio diferenciado nos almoços de domingo

Considerada a Rainha do Mar, Iemanjá é uma das divindades mais queridas da Umbanda e do Candomblé. Muito popular na Bahia, cultuada e respeitada, Iemanjá é tida como a mãe de quase todos os Orixás. Sua representatividade está muito ligada à fecundidade – por isso foi destinado à ela o Mistério da Geração.

Tão popular e importante para o estado que o dia 2 de fevereiro, dia anual de comemoração, homenagens e entrega de oferendas, também marcou a início dos Almoços de Domingo no restaurante do Bahia Plaza Hotel. Risoto, massa e torta fria diferenciadas, além de sorvete com caldas e frutas com calda de chocolate quente fazem parte do cardápio de todas as semanas, das 12h às 14h30. Aproveite para se deliciar.

Iemanja

Quer saber mais sobre a Rainha do Mar?

Considerada a padroeira dos pescadores, seus devotos acreditam que é ela quem decide o destino de todos aqueles que entram em suas águas. Todos os anos, no Réveillon, milhares de pessoas, de todos os credos e religiões, se vestem de branco e invadem as praias de todo o país levando suas flores e outras oferendas a Iemanjá, rogando à deusa dos mares que ano novo venha com fartura, prosperidade, paz e amor.

Seu nome, Iemanjá, tem origem no idioma africano, Yorubá, mais especificamente no termo: “Yèyé Omo Ejá”, que significa “mãe dos filhos-peixe”. Segundo as lendas, Iemanjá é mãe de grande parte dos orixás, tendo como esposos ora Oxalá, ora Odudua. Por isso é considera uma das grandes mães do panteão africano, pois além de criar todos os seus filhos, também criou Omulú/Obaluaê, rejeitado por sua mãe Nanã, ainda bebê. Tornou-se uma das principais orixás regentes da fecundidade, da maternidade, da criação dos filhos e da harmonia das famílias.

Tudo sobre Iemanjá e seu culto

Apesar de 2 de fevereiro ser a data oficial de homenagens, mesmo dia em que se comemora o dia de Nossa Senhora dos Navegantes, ela também é tradicionalmente homenageada em 31 de dezembro, na virada ano. As cores das guias e das vestes de Iemanjá variam muito de casa para casa, nas diferentes nações de Umbanda e Candomblé e também quanto às diferentes qualidades deste orixá. Pode ter guias de cor branca (transparente), azul clara leitosa, ou verde clara transparente. As vestes da “Rainha do Mar” podem variar em diversos tons de azul, branco ou prata. Já as velas oferecidas a Iemanjá costumam ser branca ou azul clara. Algumas casas gostam também de velas prateadas. A saudação mais comum a Iemanjá é “Odoiá”, mas pode-se encontrar também saudações como Odociabá!; Odô Fiabá!; Erù-Iyá!.As ferramentas comumente associadas a Iemanjá são o abebê prateado (leque com espelho) e, às vezes também uma espada, a depender da qualidade de Iemanjá.

Suas energias poderosas reinam em elementos como as águas do mar, as praias, pérolas, conchas, corais e toda a vida marinha. Seus domínios abarcam as áreas da inteligência, dos estudos, maternidade, gravidez, relações familiares, vida financeira, equilíbrio emocional, saúde mental e psicológica. Os animais normalmente ofertados à senhora dos mares são a pata branca, peixes de água salgada, cabra branca ou galinha branca.

Quando se deseja fazer uma oferenda a Iemanjá nos terreiros, as mais comuns são à base de arroz ou um manjar de coco ou o Debô (comida feita com canjica) enfeitados com rosas brancas, uvas verdes, coco ralado e claras em neve.

Iemanja

Muitos trabalhos espirituais podem ser feitos para Iemanjá com relação à maternidade, como:

Tratamento espiritual para casos de infertilidade feminina ou masculina;
Dificuldade de engravidar por infecções no colo do útero, cistos nos ovários, endometriose; distúrbios hormonais;
Problemas com abortos espontâneos;
Dificuldade de engravidar devido à idade

Mas Iemanjá não ajuda apenas na concepção e gravidez, seu domínio estende-se muito além disso.

A Falange de Iemanjá trabalha espiritualmente outros aspectos ligados também a criação dos filhos, como ajuda em casos de adoção, disputas sobre paternidade na justiça, problemas relativos aos direitos dos filhos na justiça, divergências sobre a educação, disputas de guarda e rivalidades entre filhos de outros casamentos.

Fonte: www.raizesespirituais.com.br/


Comentários



Newsletter background

Receba nossas novidades

2020-11-24 01:19:21 - 1606180761
Já foi!